"Direcione sua visão para o alto, quanto mais alto, melhor. Espere que as mais maravilhosas coisas aconteçam, não no futuro, mas imediatamente. Perceba que nada é bom demais para você. Não permita que absolutamente nada te impeça ou te atrase, de modo algum."
( Eileen Caddy )

25 de jan de 2011

PROJETO - BI


PROJETO – BI EM AÇÃO

A criança pequena, mais especificamente o bebê, tem sido vista como um sujeito passivo e dependente porque sua aparência frágil tem o poder de causar no adulto um sentimento de proteção; entretanto, estudos e pesquisas têm mostrado, em larga escala, uma nova visão de criança. Essa nova visão nos permite compreender seu desenvolvimento e a forma como ela constrói seu conhecimento, entendendo-a como um sujeito que, desde o nascimento, está inserida num contexto social e dele participa ativamente. Estas contribuições são importantes na medida em que nos fornecem subsídios para organizar atividades compatíveis com cada etapa evolutiva da criança e nos mostram o que ela é capaz de aprender e produzir a cada momento. Atividades lúdicas são ferramentas indispensáveis no desenvolvimento infantil, porque para a criança não há atividade mais completa do que o BRINCAR. Pela brincadeira, ela é introduzida no meio sociocultural do adulto, constituindo-se num modo de assimilação e recriação da realidade.

"Projeto a ser trabalhado durante o ano"

Objetivos:

  •     Transmitir um ambiente acolhedor e seguro, possibilitando ao bebê um pleno desenvolvimento físico, emocional e social.
  •      Relação de independência com o ambiente vivido;
  •     Explorar e utilizar movimentos de preensão, encaixe, lançamento, etc;
  •      Expressar sensações e ritmos corporais através do gestual e linguagem oral; 
  •      Desenvolver a audição, percepção e descriminação das diversas
manifestações sonoras;
  •      Promover o desenvolvimento da coordenação motora grossa da criança;
  •     Dar ênfase à musicas, parlendas, contos, historietas, rimas, conversas
para o desenvolvimento da linguagem oral, etc;
  •    Brincar;
  •    Expressar desejos, sentimentos, necessidades, sentimentos, etc;
  •    Relacionar-se progressivamente com seus pares e os demais;
  •   Incentivo à fala.
  •   Introdução de alimentos com alegria e paciência;
  •   Cuidados básicos de higiene e saúde;

  •  Estimulação tátil, através de carícias e afago ao bebê;

  •  Estimulação visual, por meio de objetos coloridos, vídeos e livros de bebê;

  • Estimulação verbal, por meio de conversas, sons de brinquedos e músicas;
  • Estimulação motora básica do bebê, incentivando a criança a buscar um objeto primeiro com as mãos, depois arrastando ou engatinhando até que ele consiga andar;
  • Estimulação do próprio corpo, mostrando e nomeando partes do corpo;
  • Trocas de roupas e fraldas contínuas, sempre que for necessário;
  • Banhos agradáveis, acompanhados de conversas, livros e músicas;
 

Atividades a Serem Trabalhadas
  • Colocar uma criança num cesto ou caixa de papelão e empurrar; 
  • Estimular a criança a sentar-se, levantar-se e andar;
  • Brincar com bolas; 
  •  Estímulos visuais e auditivos (mobiles, sons, música, etc.);
  • Músicas de ninar; 
  •  Fantoches feitos com os próprios dedos;
  •  Fazer sessões de movimento; 
  •  Colocar uma criança em cima de uma bola;
  •  Rolar sobre almofadas, Colchonetes... 
  •  Passear pelo espaço do CEI; 
  • Canções com gestos;
  • Apresentação de figuras de cartão plastificado -confeccione com figuras de revistas e cole em pedaços de cartlinas passando;
  • Chocalho com garrafa pet, copo de iogurte, yakut… com arroz, feijão, milho....(muito bem fechado  e lacrado para a segurança da criança) 
  • Garrafas de água com glitter, pedaços de EVA colarido;(muito bem fechado e lacrado para a segurança da criança)
  • Livros cartonados com imagens
  • Jogos de encaixe; 
  • Jogar ao “esconde esconde”
  • Brincar com balões;
  •  Imitar animais a nível vocal e de movimento;
  •  Caixa de papelão para entrar dentro;
  •  Caixas pequenas para porem coisas dentro;
  •  Jogo com bolas de pano, plástico e borracha;
  •  Audição de gravações;
  •   Bolas de sabão (feitas pelo Educador).
  •   Caixa surpresa, encapada e com um buraco para caber a mãozinha do bebê.
  •  Travesseiros de balões - Colocar nas fronhas diversos balões de ar (meio vazios para que não estourem) e então as crianças poderão engatinhar e rolar por cima.
  •  Manusear livros de histórias ( pano ou de plástico).
  •  Manusear revista e revistas infantis
  •  Histórias à vista das gravuras do livro ( histórias pequenas).
  •  Histórias contadas pelo educador com o apoio de fantoches.
  •  Fazer o reconto das histórias lidas ( professor)
  • Apresentar papéis de diferentes texturas para a criança amassar, rasgar, embolar.
  • Cantar ou recitar parlendas, poesias, músicas.., dando estímulos para que a criança antecipe ações. EX.: parabéns pra você. Espera-se que a criança bata palmas logo que comece a canção.
  • As fitas coloridas são estímulos aos sentidos. Coloridas, brilhantes e macias convidam os bebês a tocar, olhar e experimentar diferentes movimentos.
  • As argolas nas pontas são também convites. Diferentemente das fitas, apresentam outra forma e propriedade física e, por essa razão, favorecem outras experiências: brincar de usar pulseiras, balançar, olhar através...
  • A combinação de fitas com argolas torna-se uma brincadeira divertida e que desenvolve o movimento da criança.

  • Tampas de Nescau com figuras.
  •  Cds com figuras, furado e usado como móbile.



“Toda e qualquer atividade realizadas com a criança pequena  é de suma importância observar suas ações  o que colocam na boca, onde sobem, objetos que possam se abrir ou bater no colega... uma série de cuidados que devem ser supervisionado de perto pelo educador.”
Marisa Nunes  




DICA PARA PESQUISAR ATIVIDADES 
Você terá otimas idéias para concretizar seus projetos pois é um material riquissímo para desenvolver com nossos pequenos. 
No portal da Prefeitura de São Paulo tem um acervo execelente para Educação Infantil e também para Fundamental I e II e Ensino Médio vale a pena pesquisa o sait.
 
http://portalsme.prefeitura.sp.gov.br/default.aspx -Clicar em Ed. Infantil e depois em Publicações.

  •  Tempos e espaço para a infância e sua linguagens nos CEIS, creches e EMEI da cidade de São Paulo
  • São Paulo é uma escola: manual de brincadeiras
  • A Rede em rede: a formação continuada na Educação Infantil - fase I
  • Orientação Curriculares: Expectativas de Aprendizagens e Orientações Didáticas para a Educação Infantil .


Nenhum comentário: