"Direcione sua visão para o alto, quanto mais alto, melhor. Espere que as mais maravilhosas coisas aconteçam, não no futuro, mas imediatamente. Perceba que nada é bom demais para você. Não permita que absolutamente nada te impeça ou te atrase, de modo algum."
( Eileen Caddy )

13 de abr de 2011

Páscoa

O Coelhinho da Páscoa.

Poesia Infantil
Marlene B. Cerviglieri
Vamos logo fazer um ninho!
Para que o coelhinho,
Venha nos visitar!
Traz balinhas, chocolates,
E outras coisas mais.


Que daremos a ele tão bonzinho
E saltitante?
Um montão de carinhos, cenouras.
E folhinhas demais
É tudo que ele quer.

Isto nos ajuda também
A sermos fortes e corados
Com olhinhos brilhantes
Como o coelhinho
Nesta páscoa radiante
http://www.contos.poesias.nom.br/ocoelhinhodapascoa/ocoelhinhodapascoa.htm

A Páscoa além da importância religiosa e tradição, é uma ótima oportunidade para fomentar nas crianças à vontade do aprendizado e da interação com outras crianças de grupos diferentes. A chegada do Coelhinho da Páscoa pode ser uma oportunidade sem igual de fazer as crianças darem asas à imaginação e exercitarem a sua criatividade através das lendas e estórias que podem ser agregadas ao momento e ao prazer que os ovos de chocolate proporcionam.

Muito mais que um símbolo religioso, a Páscoa é hoje uma data em que devemos fomentar o espírito de fraternidade.





Como surgiu o chocolate?

 O que é “Theobroma”?  nome dado pelos gregos ao “alimento dos deuses”, o chocolate. “Theobroma cacao” é o nome científico dessa gostosura chamada chocolate. Quem o batizou assim foi o botânico sueco Linneu, em 1753.
Mas foi com os Maias e os Astecas que essa história toda começou.
O chocolate era considerado sagrado por essas duas civilizações, tal qual o ouro.
Na Europa chegou por volta do século XVI, tornando rapidamente popular aquela mistura de sementes de cacau torradas e trituradas, depois juntada com água, mel e farinha. Vale lembrar que o chocolate foi consumido, em grande parte de sua história, apenas como uma bebida.
Em meados do século XVI, acreditava-se que, além de possuir poderes afrodisíacos, o chocolate dava poder e vigor aos que o bebiam. Por isso, era reservado apenas aos governantes e soldados.
Aliás, além de afrodisíaco, o chocolate já foi considerado um pecado, remédio, ora sagrado, ora alimento profano. Os astecas chegaram a usá-lo como moeda, tal o valor que o alimento possuía.
Chega o século XX, e os bombons e os ovos de Páscoa são criados, como mais uma forma de estabelecer de vez o consumo do chocolate no mundo inteiro. É tradicionalmente um presente recheado de significados.

E o Coelho?

O coelho é um mamífero roedor que passa boa parte do tempo comendo. Ele tem pêlo bem fofinho e se alimenta de cenouras e vegetais. O coelho precisa mastigar bem os alimentos, para evitar que seus dentes cresçam sem parar.

Por sua grande fecundidade, o coelho tornou-se o símbolo mais popular da Páscoa. É que ele simboliza a Igreja que, pelo poder de cristo, é fecunda em sua missão de propagar a palavra de Deus a todos os povos.

Segue sugestões de atividades.
Tirada da Net


DESENHOS PARA COLORIR


























MÁSCARAS





ATIVIDADES DIVERSAS




Coelho pintado pelas crianças com pintura a dedo












Nenhum comentário: